Responsabilidades da auditoria externa nas empresas

Atualizado: 7 de Jun de 2018


É fundamental submeter toda e qualquer empresa aos processos de avaliação de como está a utilização dos seus recursos com a finalidade de melhorá-los. Visto isso, a auditoria externa, ou auditoria independente, como também é conhecida, surgiu como parte da evolução de uma empresa.

Ela age de forma a averiguar todos os procedimentos internos e políticas definidas pela empresa, tornando possível perceber se os sistemas contábeis e de controles internos estão sendo efetivos e realizados dentro de critérios salutares à vida financeira da empresa.


O auditor externo trabalha de forma independente, sem vínculo empregatício, e sua atenção está voltada para a confiabilidade dos registros contábeis. Na maioria das vezes, ele também trabalha em parceria com o auditor interno, para testar a eficiência dos sistemas utilizados.

As auditorias externa e interna estão, normalmente, ligadas ao campo contábil e possuem interesses comuns e grande conexão entre seus trabalhos. 

Usualmente, a auditoria interna trabalha mais como uma coordenação dentro da empresa, enquanto a auditoria externa busca comprovar as demonstrações financeiras e, para isso, utiliza-se dos resultados da auditoria interna. Dessa forma, estas duas áreas devem buscar unir seus trabalhos para melhor aproveitamento dos recursos, benefícios e competências.

Uma das situações mais comentadas atualmente é sobre a auditoria externa da Petrobras. A auditoria PriceWaterhouseCoopers decidiu que não vai assinar nenhuma demonstração contábil da Petrobras até que a companhia conclua as investigações internas abertas para apurar denúncias de corrupção, a Operação Lava Jato.  A Price audita o balanço da estatal desde 2012 e durante esse período não informou problemas no balanço. A associação que reúne auditores defende que não é papel do auditor fazer as investigações. A situação é complicada, porque implica em um escândalo de nível internacional.



© 2018 Overall Agency